COMPARTILHE
(Foto: Ari Júnior)

Assim como em 2017, neste ano a ACBF (Associação Carlos Barbosa de Futsal), sagrou campeã da Libertadores da América, desta jogando diante da sua torcida, pois todo o campeonato foi em seu ginásio e fez uma campanha invicta, este que é o quinto título da equipe gaúcha, que já havia sido em: 2002, 2003 e 2011, 2017 e 2018. Veja como foi o desempenho da laranja mecânica no maior campeonato das Américas.

FASE DE GRUPOS:

(Foto: Ulisses Castro/ ACBF)

A ACBF encabeçou o grupo A, composto também por Boca Jrs-ARG, Colo Colo-CHI e C.R.E-BOL, diante dos argentinos foi o jogo mais complicado para os gaúchos, mas com maestria ganharam por 5 x 3, contra os chilenos, nova vitória desta vez por 4 x 0, já sobre os bolivianos, outra êxito agora por 2 x 0. Com isso o time de Carlos Barbosa fez a melhor campanha entre as doze equipes que participaram do torneio e nas quartas de final seu p adversário seria o Nacional-URU que passou como melhor terceiro colocado no geral.

QUARTAS DE FINAL:

(Foto: Ulisses Castro/ ACBF)

Após uma campanha invicta na fase de grupos, onde a equipe venceu todos os 3 jogos,  teve onze gols convertidos e apenas três sofridos, era a vez de passar por mais uma etapa. Agora pelas quartas de finais, e pelo Nacional-URU,  sabendo se impor neste momento decisivo da competição continental, a ACBF ganhou de 6 x 0 e com isso dava mais um passo rumo ao sonhado pentacampeonato da América, nas semifinais enfrentou o Cerro Porteño-PAR.

SEMIFINAL:

(Foto: Ulisses Castro/ ACBF)

Esta etapa reservou um reencontro, justamente das duas equipes que decidiram a Libertadores de 2017 em Lima no Peru, novamente o Cerro Porteño-PAR pelo caminho da ACBF, no ano passado o time gaúcho venceu por 2 x 1 na decisão e sagrou-se campeão. Agora uma etapa antes da final, nova vitória da ACBF, e um sonoro 6 x 1 sobre os paraguaios, só na primeira etapa o jogo já estava 4 x 0, foi uma partida magistral, que deu a vaga para a finalíssima e agora o time da serrano teria a última etapa na busca pelo título das Américas, superar um time brasileiro, o Krona-Joinville.

A GRANDE FINAL:

(Foto: Ulisses Castro/ ACBF)

O jogo decisivo pelo posto de Dono da América foi entre dois time brasileiros, e da região sul do país, ACBF de Carlos Barbosa na serra gaúcha e Joinville de Santa Catarina. Com toda a tensão de uma final, esta decisão foi inesquecível para os torcedores do time gaúcho, o primeiro tempo terminou 1 x 0 para a laranja mecânica, gol de Douglinhas. Na segunda etapa foram feitos outros três tentos para a equipe da casa, Felipe Valério, Lé e João Salla, os catarinenses descontaram com Leandro Caires, mas o placar final foi 4 x 1 para Barbosa que sagrou-se pentacampeã da Libertadores e segue carregando a alcunha de Dona da América, pois também foi campeão em 2017.

REPORTAGEM SOBRE A FINAL:

Representado pelo repórter Ari Júnior que estava credenciado pela Conmebol para cobrir o campeonato o RsEsporte.com esteve na final da Libertadores da América, fique com a reportagem feita nesta decisão do torneio sul-americano.