COMPARTILHE
(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio)

(Atualizada em: 18/07/2016 às 01:05)

Na última sexta feira ocorreu um fato que gerou polêmica no Grêmio, a causa foi um pedido que Miller Bolaños fez a direção gremista, o jogador alegou problemas particulares e pediu para não ser relacionado para o confronto do tricolor gaúcho contra o Sport Recife ontem às 18h30 na Ilha do Retiro, este que o tricolor perdeu por 4 x 2.

Muitas especulações aparecem diante da atitude de Bolaños entre elas: Ele não quer ser reserva, está querendo sair, tem proposta da Europa, mas nada era confirmado pela direção gremista, Roger em sua coletiva falou do assunto, o staff do atleta também falou a imprensa.

Palavras de Roger sobre Bolaños:

(Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)
(Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

O técnico gremista Roger Machado falou do pedido de Miller em  na última sexta feira, o treinador espera que a situação se resolva logo, pois Bolaños é importante ao Grêmio,  segundo o comandante o atleta teve um problema de ordem pessoal, e passou isto a direção gremista, Roger: “Ele contatou a direção, dizendo que teve um problema pessoal e se ausentaria no treino. Vai o Guilherme nesta viagem. Espero que se resolva, o Miller é importante para o nosso grupo.”

Empresário de Bolaños fala do pedido de seu representado:

(Foto: Rádio Huancavilca)
(Foto: Rádio Huancavilca)

O empresário José Chamorro que trouxe o atleta para o Grêmio no início deste ano, pediu uma reunião para amanhã com os dirigentes do Grêmio, afim de esclarecer esta situação, e em entrevista ao ClicRBS, ele falou que Bolaños quer seguir no tricolor gaúcho, Chamorro: “Ele está no Grêmio e vai ficar no Grêmio, A cabeça de Miller está no clube. Ele quer triunfar no Grêmio. “

(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio)
(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio)

Ontem aconteceu a reunião entre Miller e Grêmio, ele pediu desculpas ao tricolor e disse querer seguir no clube, em entrevista ao ClicRBS, o presidente gremista Romildo Bolzan Jr falou sobre o encontro com o atleta, Romildo: “É um assunto muito privado. Ele mesmo poderá falar, se quiser. Nos reservamos o direito de não torná-lo publico. O jogador fez mea culpa por não ter vindo treinar e a vida continua. Marcamos a reunião para encerrar o assunto e começar a semana completamente zerados quanto a isso. Não tem nada a ver (desgostoso por não jogar). Ele disse que está bem na cidade, quer vencer, quer ser campeão aqui. De nossa parte, o caso está encerrado.”