COMPARTILHE
Em casa, Inter ficou no 2x2 com o Peixe.

Em um duelo marcado pela polêmica no gol de Leandro Damião, anulado por Ricardo Marques Ribeiro, Inter e Santos empataram em 2 a 2. Aos olhares de Tite, Damião abriu o placar no primeiro tempo. No segundo, Gabigol deixou tudo igual. O Inter ainda retomou a vantagem com Patrick, mas, em uma lambança da defesa, Fabiano marcou contra e deu números finais à partida.

Leandro Damião abriu o placar para o Internacional (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Posicionado no campo de ataque, o Santos iniciou disposto a surpreender, dificultando a saída de bola gaúcha e incomodando o sistema defensivo.  Mas foi o que Colorado que abriu o placar. Aos 43 minutos, Leandro Damião aproveitou a bola afastada por Luiz Felipe e só teve o trabalho de estufar as redes.

Patrick marcou o segundo gol Colorado (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

A segunda etapa iniciou parecida com a primeira, com o Santos disposto a ameaçar o Inter. Mas, dessa vez, conseguiu marcar através de Gabigol, que chutou sem chances para a defesa de Marcelo Lomba. Minutos depois, Víctor Cuesta dividiu com Sánchez e a bola sobrou para Leandro Damião, que mandou para o fundo das redes. A arbitragem entendeu que o passe havia sido dado pelo zagueiro colorado e anulou. Aos 25, o colorado voltou a ficar à frente do placar com Patrick, após completar cruzamento de Nico López. Aos 33, porém, o Santos deixou tudo igual. Gabigol chutou, lomba não segurou e Fabiano se atrapalhou com Rodrigo Dourado e o goleiro do Inter e mandou para o fundo das redes.

Com o resultado, o Inter soma 57 pontos e está em terceiro, cinco pontos atrás do líder Palmeiras. Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Vasco. A partida será nesta sexta-feira, às 21h30, em São Januário.

GOLS:

NOTAS:

Internacional: 6,0 / Odair Hellmann 6,5 / Média: 6,25

Santos: 6,0 / Cuca 6,0 / Média: 6,0

COLETIVA:

Foto: Ricardo Duarte /Internacional

Odair Hellmann: O time do Santos é de qualidade. Nesse confronto direto com o santos fizemos quatro pontos. Claro que é duro, toda essa situação da arbitragem. Mas no confronto com o Santos, que é um time de qualidade, com jogadores decisivos… Saímos tristes porque gostaríamos de manter essa diferença a menor possível. Vamos tentar buscar essa situação que não conseguiu aqui e continua na briga até o final.