COMPARTILHE
Foto Lucas Uebel/ Grêmio

Apenas treze dias separam o tricolor gaúcho do jogo de ida contra o River Plate, pela semifinal da Libertadores. E a partir de agora, o Grêmio entra no “modo decisão”, já que tem duas partidas importantíssimas pela frente, contra River Plate e Palmeiras.

Esse “modo decisão”, inclui não apenas a recuperação total dos jogadores titulares, mas também os setores administrativos do clube, visto que a partida diante do Palmeiras, pelo Brasileirão, mesmo que em menor escala, também entra nesse planejamento.

Para o Campeonato Brasileiro, a meta do Grêmio é conquistar 10 pontos nos próximos quatro jogos, e como a partida de domingo, é contra o líder Palmeiras, a concentração no ambiente gremista precisa ser elevada.

Este termo “modo decisão” já foi vivido pelo clube em 2016 e 2017, nas decisões da Copa do Brasil e Libertadores, voltando à tona novamente, agora em 2018.

Outro ponto de grande importância, é a preparação da direção para a reunião com a Conmebol marcada para os dias 16 e 17/10. O encontro com representantes da CBF, AFA e outros semifinalistas, visa definir os detalhes da logística para as partidas e a preparação para a fase semifinal da competição.

Vale destacar, que o Grêmio já foi procurado pela Fifa por conta da possibilidade de participação no Mundial de Clubes, no fim do ano, e já nas próximas semanas, o protocolo da entidade exige, o envio de uma pré-lista de inscritos, além do recebimento da documentação legal.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Dentro de campo, Renato Portaluppi prepara a estratégia para as rodadas do Campeonato Brasileiro, para que a ponta de cima da tabela não se distancie. Este mesmo cenário foi vivido no ano passado antes das partidas contra o Barcelona de Guayaquil do Equador pela Libertadores.

Com todas essas preocupações, o departamento médico, juntamente com a comissão técnica, trabalha ainda na recuperação de Everton, lesionado na partida contra o Bahia na Arena. Contudo, Marcelo Grohe, Léo Moura, Bruno Cortez e Ramiro, lesionados, devem atuar normalmente em Buenos Aires.

“A cabeça está muito tranquila, a gente nem pensa no River ainda. O jogo é só no fim de outubro e o jogo com o Palmeiras é primordial”, declarou Bressan. “A gente está disputando o Brasileiro, e a Libertadores é um papo para o final do mês”, concluiu o jogador.

O tricolor encara o Palmeiras no domingo, 14/10, às 16h em São Paulo, pelo Brasileirão, porém, a equipe ainda não foi definida pelo técnico Renato.