COMPARTILHE
(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio FBPA)

Após a conquista do Tri Campeonato da Libertadores da América, o Grêmio busca voos ainda mais altos, classificado para o Mundial de Clubes da Fifa, que se inicia no próximo dia 6, com o primeiro jogo gremista marcado para o dia 12, às 15h, os gaúchos tentarão ser Bi do Mundo, mas para isso terão que superar o vencedor de Wydad Casablanca do Marrocos x Pachuca do México, e esperar do outro lado Al Jazira-EAU x Auckland City da Nova Zelândia ou Urawa Reds do Japão ou Real Madrid-ESP.

A LISTA DO GRÊMIO PARA O MUNDIAL:

(Foto: Lucas Uebel/ Grêmio FBPA)

O Grêmio inscreveu 23 atletas para a disputa do Mundial de Clubes, entre eles está o volante Maicon, e tem as ausências de Cícero (autor do gol no primeiro jogo da final da Libertadores) e Cristian, ambos chegaram ao tricolor depois do prazo de inscrições da Fifa, mas os gremistas ainda tentarão escrever estes dois atletas e fizeram uma consulta a Federação máxima do futebol, aqui a lista completa: 1 Marcelo Grohe, 2 Edilson, 3 Pedro Geromel, 4 Walter Kannemann, 5 Michel, 7 Luan, 8 Maicon, 9 Jael, 11 Everton, 12 Cortez, 14 Bruno Rodrigo, 15 Rafael Thyere, 17 Ramiro, 18 Lucas Barrios, 21 Fernandinho, 22 Bressan, 25 Jailson, 26 Marcelo Oliveira, 28 Kaio, 29 Arthur, 30 Bruno Grassi, 48 Paulo Victor, 88 Léo Moura.

OS ADVERSÁRIOS:

Antes de pensar em enfrentar o Real Madrid-ESP, se ambos os clubes chegarem a grande final, o Grêmio terá que focar em: Pachuca-MEX x Wydad Casablanca do Marrocos, quem vencer este jogo no dia 9 de dezembro às 15 horas, será o adversário gremista na semifinal do dia 12 no mesmo horário em Al Ain, cidade que fica a 160 quilômetros de Abu Dhabi, quem são os rivais tricolores em busca da final do Mundial.

O ESTÁDIO:

(Foto: Divulgação/ Getty Images)

A estreia do Grêmio no Mundial de Clubes, diante de Pachuca-MEX ou Wydad Casablanca-MAR, será no estádio Hazza Bin Zayed, uma arena multiuso localizada em Al Ain nos Emirados Árabes, pertence ao Al Ain Football Club, time que joga a primeira divisão dos EAU, tem capacidade para 22.700 pessoas, e além do jogo inaugural gremista, receberá o jogo que sai o adversário do tricolor na semifinal (entre mexicanos e marroquinos), e também terá a disputa do 5º lugar, o custo de sua obra foi de: R$ 469 milhões.

Pachuca-MEX:

Como conseguiu a vaga no mundial:

A festa dos jogadores do Pachuca foi grande pela segunda conquista da Champions e pela vaaga no Mundial (Foto: AP )

O time mexicano assegurou sua vaga para o Mundial de Clubes 2017, em abril, tendo dois duelos diante do conterrâneo Tigres, na partida de ida 1 x 1, no jogo de volta 1 x 0 para o Pachuca, gol de Franco Jara, com o feito tornou-se campeão da Liga dos Campeões da Concacaf, e é o representante das Américas do Norte e Central no torneio mundial, já tinha ido para o torneio em 2008 (4º lugar), 2007 (6º lugar) e 2010 (5º lugar).

Últimos jogos: Nos últimos cinco jogos do Pachuca-MEX, o time tem duas vitórias, dois empates e uma derrota (Santos Laguna 2 x 2 Pachuca, Pachuca 0 x 1 Querétaro, Pachuca 4 x 0 Tijuana, Atlas 1 x 1 Pachuca, Pachuca 2 x 0 Atlante).

Principal jogador:

(Foto: Divulgação)

Um japonês com passagens por CSKA Moscou e Milan da Itália, é o principal jogador do Pachuca-MEX, ele é Keisuke Honda (31 anos), o atleta é um meia clássico, e um dos maiores talentos do seu país nos últimos anos, chegou ao time mexicano na janela de agosto, e até o momento tem oito jogos e 4 gols, em sua carreira já fez oitenta e dois tentos por clubes, e trinta e seis pela seleção japonesa. Tem como característica maior o chute de fora da área, não tem medo de arriscar de longe, abriu um espaço ele chuta, também é um ótimo cobrador de faltas.

Treinador:

(Foto: Divulgação)

O uruguaio Diego Alonso é o treinador do Pachuca-MEX, ele está no time desde 2014, e em 2016 conquistou seu primeiro título como técnico o Campeonato Mexicano, neste ano ganhou a Liga dos Campeões da Concacaf, em recente entrevista Diego citou o jeito que seu clube joga, “Nós somos bastante seguros defensivamente e realmente bons ditando o ritmo quando atacamos. Nossa maior força é a transição da defesa para o ataque. Isso também depende se o oponente vai nos deixar com a bola ou vai tentar dominar a posse. Nos sentimos confortáveis de toda a forma. O melhor cenário? Sempre dominar os rivais”.

(Foto: Divulgação)

Lista do Pachuca-MEX para o Mundial: 2 Keisuke Honda, 4 Omar Gonzalez, 5 Victor Guzman, 6 Raul López, 7 Angelo Sagal, 9 German Cano, 10 Jonathan Urretaviscaya, 11 Edson Puch, 12 Emmanuel Garcia, 13 Alfonso Blanco, 14 Erick Aguirre, 15 Erick Gutierrez, 16 Jorge Hernández, 18 Joaquin Martínez, 19 Tony Figueroa, 21 Oscar Perez, 22 Abraham Romero, 23 Óscar Murillo, 25 Alexis Peña, 26 Robert Herrera, 29 Franco Jara, 89 Roberto De La Rosa, 98 Erick Sánchez.

Wydad Casablanca:

Como conseguiu a vaga no mundial:

(Foto: Fadel Senna / AFP)

Após um jejum de 25 anos, o Wydad Casablanca conquistou a Liga dos Campeões da África em novembro, o time marroquino superou o Al Ahly do Egito na final, em dois jogos o primeiro na casa do adversário um empate em 1 x 1, no jogo de volta 1 x 0 para o Wydad e vaga no mundial de clubes garantida, o gol da título foi marcado por Walid El Karti, jogador do Marrocos, ele tem 23 anos, e nem era nascido em 1992 no último título do Wydad.

Últimos jogos: Em suas últimas cinco partidas, o Wydad Casablanca-MAR, tem: três vitórias e dois empates, (FAR RABAT 0 x 0 Wydad Casablanca, Wydad Casablanca 0 x 0 Racing Casablanca, Wydad Casablanca 2 x 1 Difaâ El Jadida, OCK Khourigba 0 x 5 Wydad Casablanca, MAT Tetouan 1 x 2 Wydad Casablanca).

Principal jogador:

(Foto: Divulgação)

Um jovem atleta marroquino é o grande talento do Wydad Casablanca-MAR, ele é um meia-atacante e tem 23 anos, cria da base do Wydad, Achraf Bencharki fez cinco gols na campanha do título da Liga dos Campeões da África, na decisão contra o Al Ahly fez um no jogo de ida e deu uma assistência na partida decisiva, o jogador está entre os finalistas do prêmio de melhor jogador do continente em 2017, e  já foi sondado por dois clubes da Ligue 1 da França. Ele tem faro apurado de gol e boa qualidade nos passes.

Treinador:

(Foto: Divulgação)

Um treinador nervoso, de temperamento forte, este é Houcine Ammouta, marroquino de 48 anos, ele chegou ao Wydad Casablanca-MAR em abril deste ano, e logo seis meses depois conquistou seu primeiro título, o Campeonato Nacional do Marrocos, depois em novembro conquistou a Liga dos Campeões da África, mas mesmo com estas duas conquistas, Ammota se desentendeu com a direção do Wydad, a causa foi a falta de um campo adequado para treinamentos e a demora dos dirigentes em se desfazer de jogadores que estavam fora dos seus planos, depois de muita conversa a situação foi resolvida. Anteriormente o técnico treinou IZK de Khemisset-MAR (2005-2008), FUS Rabat-MAR (2008-2011) e Al Saad (2012-2017) do Qatar.

(Foto: Divulgação)

Lista do Wydad Casablanca-MAR para o Mundial: 4 Salaheddine Saidi, 5 Amine Atouchi, 6 Brahim Nakach, 7 Mohammed Ounnajem, 8 Badr Gaddarine, 9 Mohamed Aoulad Youssef, 10 Guillaume Daho, 11 Ismail El Haddad, 12 Badreddine Benachour, 13 Youssef Rabeh, 17 Achraf Bencharki, 18 Walid El Karti, 19 Amin Tighazoui, 22 Zouhair Laaroubi, 24 Jamal Ait Ben Idir, 25 Mouhamed Ouattara, 26 Abdeladim Khadrouf, 27 Zakaria El Hachimi, 28 Abdelatif Noussir, 29 Yassine El Kharroubi, 30 Mohammed Nahiri, 31 Cheick Ibrahim Comara, 37 Reda Hajhouj.