COMPARTILHE

O ano de 2016 foi consideravelmente grande para o futebol americano do Rio Grande do Sul. O esporte encerra a temporada com dois representantes na Superliga, título de conferência na Liga Nacional, uma liga de futebol “no pads”, um novo campeonato no calendário, times gaúchos se destacando na Copa Sul, além do número crescente de times “no pads” migrando para a modalidade “full pads”.

img_9491

No começo do ano tivemos 10 times participando da campeonato gaúcho, Juventude FA, Porto Alegre Pumpkins, Restinga Redskulls, Ijuí Drones, Santa Cruz Chacais, Bulldogs FA, Porto Alegre Bulls, Bento Gonçalves Snakes, Santa Maria Soldiers e São Leopoldo Mustangs. Na próxima temporada teremos duas novidades no campeonato, o Carlos Barbosa Ximangos e o Porto Alegre Gorillas, além de um novo formato na competição.

Nesta temporada o evento mais marcante para o esporte, foi o Gigante Bowl. A final do campeonato gaúcho que aconteceu no estádio Beira Rio, contou com o público de 12 mil pessoas, atrações musicais, além de uma partida inesquecível entre Soldiers e Juventude FA. O título de 2016 ficou para a equipe de Santa Maria, o terceiro de sua história.

img_9490

O Juventude FA., vice campeão da competição, teve participação na Superliga, único representante gaúcho nesta temporada na elite do futebol americano. O time da serra terminou a competição em quinto lugar na conferência Sul e permanece competindo na próxima temporada, junto ao Soldiers.

O Soldiers que teve uma de suas melhores temporadas neste ano, conquistando dois títulos, um deste na inédita competição, a Copa RS.

img_9494

Neste campeonato, destacamos o trabalho do Bento Gonçalves Snakes. O time alcançou o vice campeonato da Copa RS, além de ótima colocação na Liga Nacional, feito notável para um time com menos de dois anos de existência.

img_9498

Outro time que mostrou uma evolução notável neste ano foi o Ijuí Drones, o time que participou da IV Copa Sul e chegou até a semifinal da competição.

Neste ano, além dos destaques de time “full pads”, o esporte contou com o grande crescimento de praticantes de diversas modalidades. O Santa Cruz Chacais estruturou um time de flag feminino e o Cachoeirinha Black Flags, um time masculino.

img_9492

Dentro do futebol americano, o “no pads” cresceu muito neste ano e houve a criação de uma liga específica, a NLFAN, os times se destacaram, o que contribuiu para que muito migrassem para o “full pads”. O campeão da liga, Porto Alegre Warriors e o vice, o Porto Alegre Crows, já anunciaram a mudança, além de Porto Alegre Gorillas, que já está confirmado para o próximo campeonato gaúcho.

A tendência é que prática do esporte no Rio Grande do Sul só aumente na temporada de 2017. Vários clubes já contam com categorias de base, além do trabalho realizado pelo coach Paulo De Tarso Pillar, que incentiva crianças e adolescentes a treinarem futebol americano. O estado se encaminha para ser uma grande potência no esporte nos próximos anos.

Fotos: Divulgação internet