COMPARTILHE
Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, a partir das 20 horas, a cidade de Três Coroas recebe o Sul e o Pan-Americano de canoagem Slalom individual e por equipes. A abertura oficial das competições inicia no Ginásio Municipal Armando Brusius, com o desfile das delegações e apresentações artísticas. As provas começam amanhã e seguem até domingo.

Atletas de dez países estarão disputando as competições nas águas do Rio Paranhana, no Parque das Laranjeiras, reunindo os melhores canoístas do Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Costa Rica, Estados Unidos, México, Paraguai e Venezuela.

Foto: Miriam Jeske/ABraCan

Desde o início da semana, os competidores estão treinando no local das provas, e um caso que chama bastante atenção, é o da atleta venezuelana Maryory Torres, de 20 anos, que optou por permanecer em Três Coroas após o término da competição e trabalhar em uma empresa de rafting durante o verão. “Estou um pouco ansiosa para a prova, mas a tranquilidade deste lugar e as amizades que fiz aqui estão ajudando a aliviar a tensão. Gostei tanto deste lugar que vou ficar aqui durante a alta temporada, trabalhando em uma empresa de rafting”, contou a atleta.

Treinador Cássio Petry/ Foto: Divulgação

Os atletas da casa também esperam fazer bonito, até porque o técnico da seleção brasileira, Cássio Petry, natural da cidade, estará os observando de perto. “Os representantes de Três Coroas com chances de medalhas são o Guilherme Mapelli, na K1 sênior, e o Gustavo Selbach Júnior, na C1 júnior”, destacou Petry, que foi atleta por 25 anos, com participação em vários mundiais e nas Olimpíadas de Sydney, em 2000. “Irei avaliar a parte técnica, que sempre é de fundamental importância. Temos uma nova geração chegando, isso é muito importante para a canoagem”, concluiu o treinador.

Ex-atleta Gustavo Selbach/ Foto: Imagem de arquivo

Outra lenda da canoagem de Três Coroas que estará presente nas competições é Gustavo Selbach, que competiu nas olimpíadas de Barcelona, em 1992 e Atlanta, em 1996. “Entre 1990 e 2004, dominei o cenário sul-americano no caiaque. Foram vários títulos. É importante Três Coroas voltar a sediar um evento internacional depois de muito tempo”, destacou Gustavo, que estará na torcida pelo filho que irá competir.