COMPARTILHE

O técnico Luiz Carlos Winck foi anunciado pela direção do clube ainda na madrugada desta segunda-feira e apresentado na parte da tarde. Winck terá a difícil missão, de fazer com que a equipe volte a marcar gols, fato que não ocorre há seis partidas.

Em entrevista realizada no Estádio Alfredo Jaconi na tarde de ontem, o treinador mostrou-se satisfeito com a oportunidade de comandar a equipe, mesmo que a pouco tempo, tenha estado à frente do Caxias, seu maior rival. Fato esse, que facilitou a negociação, ainda durante o fim de semana.

“Estou extremamente feliz com este momento. O Juventude é um grande clube, de tradição, de respeito, um campeão nacional. Então, sei da responsabilidade e espero ajudar o clube a atingir os objetivos traçados pela diretoria, à qual agradeço pela confiança no meu trabalho”, declarou Winck.

A missão do treinador a médio prazo é manter o clube da serra na Série B. No momento, o Juventude ocupa a 13º posição, com 27 pontos, apenas dois do primeiro colocado da zona de rebaixamento. O treinador afirmou que vem acompanhando as partidas e que conhece o grupo de jogadores.

“Precisamos pensar jogo a jogo. Somente assim conseguiremos nos concentrar em pontuar. Conheço o grupo de jogadores, acompanhei muitos jogos não só do Juventude, mas de diversos clubes da Série B, e acredito que podemos, com muito trabalho, subir na tabela. Mas nada disso será possível sem o apoio do torcedor,” concluiu Winck.

O Juventude terá até quinta-feira para realizar treinamentos e se adaptar a forma de trabalho do técnico, pois já na sexta-feira, encara o Paysandu, em Belém do Pará, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.