COMPARTILHE

Quem viu o estádio Olímpico Monumental crescer em 1954, não imaginaria que ele estaria como se encontra hoje, em um estado de total abandono e inatividade.

O Velho Casarão como também é conhecido, ao qual viu jogar ídolos tricolores como: Alcindo, Éder, Paulo Isidoro, Mazaropi, Renato Portaluppi, Hugo de León, Danrlei, Dinho, Paulo Nunes, Roger Machado, entre outros vários craques que estão marcados na história gremista, está desocupado desde 2014 e e hoje o que restam são as ruínas de um estádio histórico.

O pior que o local que já foi escolhido como o estádio com melhor gramado do Brasil. tem sido alvo de usuários de drogas e moradores de rua, assim deixando quem mora em sua proximidades em total clima de apreensão.

Os vizinhos do Olímpico veem seu abandono com muita tristeza e ficam com medo da insegurança que o local tem apresentado, vários furtos já foram presenciados por moradores do local, um comerciante da Avenida Carlos Barbosa, que prefere não se identificar, afirmou que os furtos ocorrem sem o menor constrangimento: “Eles fazem tudo na nossa frente. Entram no meio da tarde, de manhã. Colocam os materiais nas costas e levam o que dá”.

O assessor especial da presidência do Grêmio, Luiz Moreira, reconhece que ao menos 15 pessoas já foram retiradas de dentro do estádio: “Várias vezes já apareceram moradores de rua ou alguém que vai fumar, mas a gente detecta e tira. Sabemos que eles entram mais pelo lado da Carlos Barbosa ,disse Moreira.

O Grêmio promete iluminar mais o local como prevenção a bandidagem, segundo Luiz Moreira: “a iluminação do estádio será reforçada. Atualmente, segundo ele, a área do Olímpico ainda abriga a base da segurança do clube. No local, também existem carros de funcionários estacionados e ônibus que transportam atletas do time”.

A solução mais plausível no momento seria a implosão da área do Olímpico mas, esta situação depende da troca de chaves entre OAS e Grêmio que segue enrolada, posteriormente a isso um condomínio será erguido no local prevendo aumentar a renda dos moradores mas, até tudo se resolver os moradores da região da Azenha vivem apreensivos na espera que a segurança volte a reinar no bairro que já viu inúmeros títulos do tricolor gaúcho.

 

SEM COMENTÁRIOS